Efc%2bna%2bpr%c3%a1tica online%2b%2b%2bpontos
Efc%2bna%2bpr%c3%a1tica 1920x650

ECF na Prática - Como Apurar, Preencher e Conciliar as Informações do IRPJ/CSLL

Grátis

ECF na Prática - Como Apurar, Preencher e Conciliar as Informações do IRPJ/CSLL

Grátis
schedule
9 horas
school
Certificado
ondemand_video
50 vídeos
check_circle
1 prova
insert_drive_file
3 textos
Categoria: Contábil

Vale 9 pontos no Programa de Educação Profissional Continuada do CFC, nas categorias: AUD: 9, CMN: 9, SUSEP: 9, ProGP: 9, Perito: 9, PREVIC: 9, ProRT: 9

CFC: SP18288

 

ATENÇÃO: O curso poderá ser visualizado mais de uma vez, porém para efeito de pontuação no CRC, os pontos do curso só serão creditados uma única vez, considerando a primeira data de conclusão e aprovação.

 

Exemplo: se você assistiu ao curso e gerou certificado em uma determinada data, ao assistir novamente e realizar as tentativas pendentes da prova, não será gerado novo certificado, nem será considerada nova pontuação. O certificado que estará disponível para impressão ou download será o referente a primeira conclusão.

 

 

A partir de 2015, a legislação fiscal passou a acompanhar a legislação comercial, admitindo, formalmente, a existência e a aplicação das normas internacionais de contabilidade. É o que dispõe o art. 286 do RIR/2018:

 

“Art. 286. Ao fim de cada período de apuração, o contribuinte deverá apurar o lucro líquido por meio da elaboração, em observância às disposições da lei comercial, do balanço patrimonial, da demonstração do resultado do período de apuração e da demonstração de lucros ou prejuízos acumulados ( Decreto-Lei nº 1.598, de 1977, art. 7º, § 4º ; e Lei nº 7.450, de 1985, art. 18 ).

 

§ 1º O lucro líquido do período deverá ser apurado em observância às disposições da Lei nº 6.404, de 1976 (Decreto-Lei nº 1.598, de 1977, art. 67, caput, inciso XI ; e Lei nº 7.450, de 1985, art. 18 ).

 

§ 2º Os balanços ou os balancetes deverão ser transcritos no livro diário ou no Lalur (Lei nº 8.383, de 1991, art. 51; e Lei nº 9.430, de 1996, art. 1º e art. 2º, § 3º ).”

 

Assim, até 2014, tínhamos os "ajustes do RTT/FCont" e, a partir de 2015, passamos a ter: o lucro contábil no padrão IFRS/CPC/NBC, os ajustes na Escrituração Contábil Fiscal (ECF) e, por fim, chegamos ao lucro tributável pelo Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e pela Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

 

Essa nova sistemática de apuração está conectada ao ECF, que é o instrumento da Receita Federal para fiscalização da apuração do IRPJ e CSLL.

 

OBJETIVO: Apresentar neste curso, de forma didática e prática, a evolução dos processos contábeis e fiscais, através da apuração do IRPJ e CSLL, com foco no Regime de Tributação do Lucro Real, por meio do mapeamento das informações geradas pela ECF, visando diminuir as contingências fiscais geradas por erros/omissões de informações, originadas na apuração desses tributos.

 

PÚBLICO-ALVO: Contadores, Auditores, Peritos Contábeis, Assistentes e Analistas Contábeis e Fiscais; Gestores, Professores e Alunos de Graduação e Pós-Graduação em Contábeis e Administração, e demais profissionais da área jurídica e financeira.

 

Carga horária: 9 horas (7h30m videoaula + 1h30m autoestudo)

 

Data de gravação: 06/06/2020

 

ATENÇÃO:

 

1) Conteúdo elaborado com base na legislação vigente até a data de realização do curso: 06/06/2020. Recomenda-se vigilância quanto a eventuais alterações posteriores.

2) Este curso, salvo em casos de atualização de conteúdo, ficará disponível para acesso durante toda a vigência de sua assinatura. Porém, vale observar que, para efeito de pontuação no CFC, a data de conclusão do curso (data que constará no certificado) deverá ser até dia 31 de dezembro do ano vigente.

3) Atendidos os critérios exigidos, a IOB realizará o lançamento da pontuação no Sistema do CRC.

O que você vai aprender
  • Bloco 1 – Contabilidade Internacional – Aplicação Inicial (CPC – IFRS)
  • • mundo globalizado
  • • USGAAP x IFRS
  • Bloco 2 – Contabilidade no Brasil
  • • Cenário Contábil no Brasil e suas Dificuldades
  • • Porque o Brasil adotou a IFRS
  • • Principais Motivos que levaram o Brasil a adotar o IFRS
  • Bloco 3 – Comitê de Pronunciamentos Contábeis (Parte 1)
  • • Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC)
  • Bloco 4 – Comitê de Pronunciamentos Contábeis (Parte 2)
  • • Pronunciamentos emitidos pelo CPC
  • • Aplicação dos Pronunciamentos Contábeis
  • Bloco 5 – Empresas obrigadas a aplicar os procedimentos da contabilidade internacional
  • • Empresas Obrigadas a aplicar os Procedimentos da Contabilidade Internacional (IFRS-CPCs)
  • • Penalidades pela não aplicação dos CPCs
  • Bloco 6 – A Influência do Fisco na Contabilidade
  • • A influência do Fisco na Contabilidade
  • • A Contabilidade Societária x Contabilidade Fiscal
  • Bloco 7 – Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ)
  • • Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ)
  • - A Constituição Federal do Brasil (CF/1988)
  • - O Código Tributário Nacional (CTN)
  • Bloco 8 – Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)
  • • Contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL)
  • - Instrução Normativa RFB nº 1.700/2017
  • • Contribuintes do IRPJ e CSLL
  • • Definição de Pessoa Jurídica
  • • Imunidades
  • • Isenções
  • Bloco 9 – Formas de Apuração do IRPJ e Alíquotas
  • • Formas de Apuração do IRPJ
  • • Alíquotas do IRPJ
  • • Alíquotas da CSLL
  • • Lucro Presumido
  • • Lucro Arbitrado
  • • Simples Nacional
  • • Lucro real
  • • Resultado Ajustado
  • Bloco 10 – Escrituração Comercial e Fiscal
  • • Escrituração Comercial e Fiscal
  • • Formas de Apuração do Lucro Real
  • • Ajustes do Lucro Real (IRPJ) e do Resultado Ajustado (CSLL)
  • • Exemplo Prático de Resultado Fiscal
  • Bloco 11 – Impacto Tributário da Lei nº 12.973/2014 (Introdução, Conceitos e a Neutralização da Contabilidade Internacional pelo RTT)
  • • Introdução
  • • Processo Fiscal no Brasil
  • • Neutralidade Fiscal
  • • Principais Novidades da Lei nº 12.973/2014
  • Bloco 12 – Impacto Tributário da Lei nº 12.973/2014 (Contabilidade Societária x Contabilidade Fiscal)
  • • Contabilidade Societária x Contabilidade Fiscal
  • Bloco 13 – Impacto Tributário da Lei nº 12.973/2014 (Receita Bruta – Parte 1)
  • • Definição de Receita Bruta (Lei nº 12.973/2014)
  • Bloco 14 – Impacto Tributário da Lei nº 12.973/2014 (Receita Bruta – Parte 2)
  • Bloco 15 – Adoção Inicial da Lei nº 12.973/2014
  • • Objetivos para a Adoção Inicial
  • • Ajustes no FCont
  • • Controle das Diferenças Positivas e Negativas
  • Bloco 16 – Adoção Inicial da Lei nº 12.973/2014
  • • Dispensa do controle de valores na Parte B
  • • Controle por Subcontas na Adoção inicial
  • • Dispensa do Controle de Valores na Parte B do Lalur
  • Bloco 17 – Operações Obrigadas ao Registro de Subcontas
  • Bloco 18 – Estudo de Caso
  • - Controle por Subcontas na Adoção Inicial
  • - FCont no Ano-Calendário de 2014
  • - ECF no Ano-Calendário de 2015
  • Bloco 19 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Considerações Iniciais)
  • • Conceitos e Definições
  • • Obrigatoriedade
  • • Dispensa de entrega da ECF
  • • Prazo de entrega
  • Bloco 20 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Penalidades)
  • • Entrega fora do prazo
  • • Retificação
  • Bloco 21 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Disposições Gerais)
  • Bloco 22 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (O que informar na ECF)
  • Bloco 23 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Blocos da ECF)
  • Bloco 24 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Plano de Contas)
  • • Plano de Contas Societário
  • • Plano de Contas Referencial
  • Bloco 25 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Mapeamento Prático de Contas)
  • Bloco 26 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 1)
  • • Dados Adicionais
  • • Fatos Contábeis
  • - 1) Integração do Capital
  • - 2) Integração do terreno
  • - 3) Aquisição de máquinas para revenda
  • - 4) Aquisição de caminhão
  • Bloco 27 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 2)
  • • Fatos Contábeis
  • - 5) Memória de cálculo AVP
  • Bloco 28 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 3)
  • • Fatos Contábeis
  • - 6) Acidente com um cliente dentro das instalações da empresa
  • - 7) O terreno que foi objeto de integralização
  • - 8) Aquisição de 5 veículos para transporte
  • Bloco 29 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 4)
  • • Fatos Contábeis
  • - 9) Deposito em conta corrente, referente benefício cedido pelo governo
  • - 10) Venda de unidade do seu estoque
  • - 11) Despesas com salários
  • - 12) Pagamento à vista
  • - 13) Lançamento dos tributos Sobre a Receita
  • Bloco 30 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 5)
  • • Fatos Contábeis
  • - 14) Revisão de IRPJ e CSLL
  • - 15) Apuração do Resultado
  • - 16) Transferência do resultado do exercício para lucros acumulados
  • - 17) Destinação do Lucro acumulado para Reserva e Dividendos a pagar
  • Bloco 31 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 6)
  • • DRE (FISCAL)
  • • Ativo (FISCAL)
  • • Passivo (FISCAL)
  • • Balancete Fiscal
  • Bloco 32 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 7)
  • • PARTE A - LACS - M350
  • • PARTE A - LALUR - M300
  • • PARTE B - LALUR
  • Bloco 33 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 8)
  • • Controle dos saldos que vão impactar nas tributações futuras
  • • Registros M350 (CSL) E M300 (LALUR)
  • • Parte A e B - Instrução Normativa RFB nº 1.700/2017 Artigo 310
  • • Conceito de Débito e Crédito na Parte B do Lalur
  • Bloco 34 – Preenchimento da ECF (Instalando o Programa)
  • Bloco 35 – Preenchimento da ECF (Estudo de Caso)
  • • Instalando o Programa
  • • Preenchendo a ECF aplicando Estudo de Caso
  • Bloco 36 – Preenchimento da ECF (Dados Cadastrais)
  • - Abertura da Escrituração
  • - Registro 0000 – Identificação da Entidade
  • - Registro 0010 – Parâmetros de Tributação
  • - Registro 0020 – Parâmetros Complementares
  • - Registro 0030 – Dados Cadastrais
  • - Registro 0930 – Identificação dos Signatários da ECF
  • Bloco 37 – Preenchimento da ECF (Plano de Contas Societário e Fiscal)
  • - Registro J050 – Plano de Contas Societário
  • - Registro J051 – Plano de Contas Referencial
  • - Registro J053 – Subcontas Correlatas
  • Bloco 38 – Preenchimento da ECF (Plano de Contas do Contribuinte e Balanço Anual)
  • - Registro K155 – Detalhes dos Saldos Contábeis
  • Bloco 39 – Preenchimento da ECF (Apuração do IRPJ e CSLL – Parte 1)
  • • Bloco de Apuração do IRPJ e CSLL
  • • Cadastro dos Códigos de Identificação da Parte B
  • Bloco 40 – Preenchimento da ECF (Apuração do IRPJ e CSLL – Parte 2)
  • • Registro M300 – Ajustes na Parte A do Lalur
  • • Registro M350 – Ajustes na Parte B do Lalur
  • • Registro M010 – Criando Contas na Parte B
  • Bloco 41 – Preenchimento da ECF Check-up do IRPJ e CSLL
  • • Apurando o Check Up do IRPJ e CSLL (Bloco M e N)
  • • Apurando o Check Up dos Registros L100 (BP) e L300 (DRE)
  • • Conciliação da Apuração versus ECF
  • Bloco 42 – Preenchimento da ECF (Identificação e Remuneração dos Sócios, Titulares, Dirigentes e Conselheiros)
  • • Registro Y600 - Identificação e Remuneração de Sócios, Titulares, Dirigentes e Conselheiros
  • Bloco 43 - Preenchimento da ECF (Informações Gerais e Econômicas - Parte 1)
  • • Registro Y540 - Discriminação da Receita de Vendas dos Estabelecimentos por Atividade Econômica
  • • Registro Y570: Demonstrativo do Imposto de Renda e CSLL Retidos na Fonte
  • • Registro Y671: Outras informações (lucro real)
  • • Registro Y672: Outras informações (lucro presumido ou lucro arbitrado)
  • Bloco 44 – Preenchimento da ECF (Informações Gerais e Econômicas - Parte 2)
  • • Registro Y720: Informações de Períodos Anteriores
  • Bloco 45 – Demais Registros da ECF
  • • Bloco X – Informações Econômicas
  • • Bloco Y – Informações Gerais
  • Blocos Exercícios
  • • Aplicação prática.
Metodologia

O curso é composto por videoaulas, materiais didáticos e avaliação, se necessário.

Os conteúdos ficam disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, e cada curso poderá ser visualizado 2 x íntegra.

Nosso professor utiliza, além das ferramentas tecnológicas, recursos utilizados em sala de aula, como resolução de exercícios na lousa, simulação de situações práticas do dia a dia, discussão e estudo de casos. O objetivo é capacitar o aluno a aplicar todo o conhecimento adquirido durante o curso na prática.

A estrutura de nossos cursos é composta por:

• Videoaulas

• Material didático

• Certificado

• Avaliação (quando necessário) 

Certificado

Para obter o certificado é necessário que obtenha aproveitamento de, no mínimo, 75% na avaliação.

Valdir de Oliveira Amorim - Mestre em Contabilidade Avançada e Estratégica, Mestre em Administração de Empresas, Pós-Graduado com MBA em Controladoria, Auditoria e Finanças, Tributarista, Contabilista, Autor de Livros e Artigos Acadêmicos e Profissionais publicados em Revistas Especializadas, Jornais e outras mídias impressas,  Palestrante, Mediador e Conferencista, Professor Universitário e Coordenador de Cursos de Pós-Graduação, Consultor e Coordenador Técnico da IOB/AO3., e Especialista em Legislação Contábil, Tributária, Civil, Societária e Comercial.

Descrição do curso
Categoria: Contábil

Vale 9 pontos no Programa de Educação Profissional Continuada do CFC, nas categorias: AUD: 9, CMN: 9, SUSEP: 9, ProGP: 9, Perito: 9, PREVIC: 9, ProRT: 9

CFC: SP18288

 

ATENÇÃO: O curso poderá ser visualizado mais de uma vez, porém para efeito de pontuação no CRC, os pontos do curso só serão creditados uma única vez, considerando a primeira data de conclusão e aprovação.

 

Exemplo: se você assistiu ao curso e gerou certificado em uma determinada data, ao assistir novamente e realizar as tentativas pendentes da prova, não será gerado novo certificado, nem será considerada nova pontuação. O certificado que estará disponível para impressão ou download será o referente a primeira conclusão.

 

 

A partir de 2015, a legislação fiscal passou a acompanhar a legislação comercial, admitindo, formalmente, a existência e a aplicação das normas internacionais de contabilidade. É o que dispõe o art. 286 do RIR/2018:

 

“Art. 286. Ao fim de cada período de apuração, o contribuinte deverá apurar o lucro líquido por meio da elaboração, em observância às disposições da lei comercial, do balanço patrimonial, da demonstração do resultado do período de apuração e da demonstração de lucros ou prejuízos acumulados ( Decreto-Lei nº 1.598, de 1977, art. 7º, § 4º ; e Lei nº 7.450, de 1985, art. 18 ).

 

§ 1º O lucro líquido do período deverá ser apurado em observância às disposições da Lei nº 6.404, de 1976 (Decreto-Lei nº 1.598, de 1977, art. 67, caput, inciso XI ; e Lei nº 7.450, de 1985, art. 18 ).

 

§ 2º Os balanços ou os balancetes deverão ser transcritos no livro diário ou no Lalur (Lei nº 8.383, de 1991, art. 51; e Lei nº 9.430, de 1996, art. 1º e art. 2º, § 3º ).”

 

Assim, até 2014, tínhamos os "ajustes do RTT/FCont" e, a partir de 2015, passamos a ter: o lucro contábil no padrão IFRS/CPC/NBC, os ajustes na Escrituração Contábil Fiscal (ECF) e, por fim, chegamos ao lucro tributável pelo Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e pela Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

 

Essa nova sistemática de apuração está conectada ao ECF, que é o instrumento da Receita Federal para fiscalização da apuração do IRPJ e CSLL.

 

OBJETIVO: Apresentar neste curso, de forma didática e prática, a evolução dos processos contábeis e fiscais, através da apuração do IRPJ e CSLL, com foco no Regime de Tributação do Lucro Real, por meio do mapeamento das informações geradas pela ECF, visando diminuir as contingências fiscais geradas por erros/omissões de informações, originadas na apuração desses tributos.

 

PÚBLICO-ALVO: Contadores, Auditores, Peritos Contábeis, Assistentes e Analistas Contábeis e Fiscais; Gestores, Professores e Alunos de Graduação e Pós-Graduação em Contábeis e Administração, e demais profissionais da área jurídica e financeira.

 

Carga horária: 9 horas (7h30m videoaula + 1h30m autoestudo)

 

Data de gravação: 06/06/2020

 

ATENÇÃO:

 

1) Conteúdo elaborado com base na legislação vigente até a data de realização do curso: 06/06/2020. Recomenda-se vigilância quanto a eventuais alterações posteriores.

2) Este curso, salvo em casos de atualização de conteúdo, ficará disponível para acesso durante toda a vigência de sua assinatura. Porém, vale observar que, para efeito de pontuação no CFC, a data de conclusão do curso (data que constará no certificado) deverá ser até dia 31 de dezembro do ano vigente.

3) Atendidos os critérios exigidos, a IOB realizará o lançamento da pontuação no Sistema do CRC.

O que você vai aprender
  • Bloco 1 – Contabilidade Internacional – Aplicação Inicial (CPC – IFRS)
  • • mundo globalizado
  • • USGAAP x IFRS
  • Bloco 2 – Contabilidade no Brasil
  • • Cenário Contábil no Brasil e suas Dificuldades
  • • Porque o Brasil adotou a IFRS
  • • Principais Motivos que levaram o Brasil a adotar o IFRS
  • Bloco 3 – Comitê de Pronunciamentos Contábeis (Parte 1)
  • • Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC)
  • Bloco 4 – Comitê de Pronunciamentos Contábeis (Parte 2)
  • • Pronunciamentos emitidos pelo CPC
  • • Aplicação dos Pronunciamentos Contábeis
  • Bloco 5 – Empresas obrigadas a aplicar os procedimentos da contabilidade internacional
  • • Empresas Obrigadas a aplicar os Procedimentos da Contabilidade Internacional (IFRS-CPCs)
  • • Penalidades pela não aplicação dos CPCs
  • Bloco 6 – A Influência do Fisco na Contabilidade
  • • A influência do Fisco na Contabilidade
  • • A Contabilidade Societária x Contabilidade Fiscal
  • Bloco 7 – Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ)
  • • Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ)
  • - A Constituição Federal do Brasil (CF/1988)
  • - O Código Tributário Nacional (CTN)
  • Bloco 8 – Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ) e a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL)
  • • Contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL)
  • - Instrução Normativa RFB nº 1.700/2017
  • • Contribuintes do IRPJ e CSLL
  • • Definição de Pessoa Jurídica
  • • Imunidades
  • • Isenções
  • Bloco 9 – Formas de Apuração do IRPJ e Alíquotas
  • • Formas de Apuração do IRPJ
  • • Alíquotas do IRPJ
  • • Alíquotas da CSLL
  • • Lucro Presumido
  • • Lucro Arbitrado
  • • Simples Nacional
  • • Lucro real
  • • Resultado Ajustado
  • Bloco 10 – Escrituração Comercial e Fiscal
  • • Escrituração Comercial e Fiscal
  • • Formas de Apuração do Lucro Real
  • • Ajustes do Lucro Real (IRPJ) e do Resultado Ajustado (CSLL)
  • • Exemplo Prático de Resultado Fiscal
  • Bloco 11 – Impacto Tributário da Lei nº 12.973/2014 (Introdução, Conceitos e a Neutralização da Contabilidade Internacional pelo RTT)
  • • Introdução
  • • Processo Fiscal no Brasil
  • • Neutralidade Fiscal
  • • Principais Novidades da Lei nº 12.973/2014
  • Bloco 12 – Impacto Tributário da Lei nº 12.973/2014 (Contabilidade Societária x Contabilidade Fiscal)
  • • Contabilidade Societária x Contabilidade Fiscal
  • Bloco 13 – Impacto Tributário da Lei nº 12.973/2014 (Receita Bruta – Parte 1)
  • • Definição de Receita Bruta (Lei nº 12.973/2014)
  • Bloco 14 – Impacto Tributário da Lei nº 12.973/2014 (Receita Bruta – Parte 2)
  • Bloco 15 – Adoção Inicial da Lei nº 12.973/2014
  • • Objetivos para a Adoção Inicial
  • • Ajustes no FCont
  • • Controle das Diferenças Positivas e Negativas
  • Bloco 16 – Adoção Inicial da Lei nº 12.973/2014
  • • Dispensa do controle de valores na Parte B
  • • Controle por Subcontas na Adoção inicial
  • • Dispensa do Controle de Valores na Parte B do Lalur
  • Bloco 17 – Operações Obrigadas ao Registro de Subcontas
  • Bloco 18 – Estudo de Caso
  • - Controle por Subcontas na Adoção Inicial
  • - FCont no Ano-Calendário de 2014
  • - ECF no Ano-Calendário de 2015
  • Bloco 19 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Considerações Iniciais)
  • • Conceitos e Definições
  • • Obrigatoriedade
  • • Dispensa de entrega da ECF
  • • Prazo de entrega
  • Bloco 20 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Penalidades)
  • • Entrega fora do prazo
  • • Retificação
  • Bloco 21 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Disposições Gerais)
  • Bloco 22 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (O que informar na ECF)
  • Bloco 23 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Blocos da ECF)
  • Bloco 24 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Plano de Contas)
  • • Plano de Contas Societário
  • • Plano de Contas Referencial
  • Bloco 25 – Escrituração Contábil Fiscal – ECF (Mapeamento Prático de Contas)
  • Bloco 26 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 1)
  • • Dados Adicionais
  • • Fatos Contábeis
  • - 1) Integração do Capital
  • - 2) Integração do terreno
  • - 3) Aquisição de máquinas para revenda
  • - 4) Aquisição de caminhão
  • Bloco 27 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 2)
  • • Fatos Contábeis
  • - 5) Memória de cálculo AVP
  • Bloco 28 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 3)
  • • Fatos Contábeis
  • - 6) Acidente com um cliente dentro das instalações da empresa
  • - 7) O terreno que foi objeto de integralização
  • - 8) Aquisição de 5 veículos para transporte
  • Bloco 29 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 4)
  • • Fatos Contábeis
  • - 9) Deposito em conta corrente, referente benefício cedido pelo governo
  • - 10) Venda de unidade do seu estoque
  • - 11) Despesas com salários
  • - 12) Pagamento à vista
  • - 13) Lançamento dos tributos Sobre a Receita
  • Bloco 30 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 5)
  • • Fatos Contábeis
  • - 14) Revisão de IRPJ e CSLL
  • - 15) Apuração do Resultado
  • - 16) Transferência do resultado do exercício para lucros acumulados
  • - 17) Destinação do Lucro acumulado para Reserva e Dividendos a pagar
  • Bloco 31 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 6)
  • • DRE (FISCAL)
  • • Ativo (FISCAL)
  • • Passivo (FISCAL)
  • • Balancete Fiscal
  • Bloco 32 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 7)
  • • PARTE A - LACS - M350
  • • PARTE A - LALUR - M300
  • • PARTE B - LALUR
  • Bloco 33 – Prático De Apuração De IRPJ E CSLL (Lei nº 12.973/2014 e IN RFB nº 1.700/2017 – Parte 8)
  • • Controle dos saldos que vão impactar nas tributações futuras
  • • Registros M350 (CSL) E M300 (LALUR)
  • • Parte A e B - Instrução Normativa RFB nº 1.700/2017 Artigo 310
  • • Conceito de Débito e Crédito na Parte B do Lalur
  • Bloco 34 – Preenchimento da ECF (Instalando o Programa)
  • Bloco 35 – Preenchimento da ECF (Estudo de Caso)
  • • Instalando o Programa
  • • Preenchendo a ECF aplicando Estudo de Caso
  • Bloco 36 – Preenchimento da ECF (Dados Cadastrais)
  • - Abertura da Escrituração
  • - Registro 0000 – Identificação da Entidade
  • - Registro 0010 – Parâmetros de Tributação
  • - Registro 0020 – Parâmetros Complementares
  • - Registro 0030 – Dados Cadastrais
  • - Registro 0930 – Identificação dos Signatários da ECF
  • Bloco 37 – Preenchimento da ECF (Plano de Contas Societário e Fiscal)
  • - Registro J050 – Plano de Contas Societário
  • - Registro J051 – Plano de Contas Referencial
  • - Registro J053 – Subcontas Correlatas
  • Bloco 38 – Preenchimento da ECF (Plano de Contas do Contribuinte e Balanço Anual)
  • - Registro K155 – Detalhes dos Saldos Contábeis
  • Bloco 39 – Preenchimento da ECF (Apuração do IRPJ e CSLL – Parte 1)
  • • Bloco de Apuração do IRPJ e CSLL
  • • Cadastro dos Códigos de Identificação da Parte B
  • Bloco 40 – Preenchimento da ECF (Apuração do IRPJ e CSLL – Parte 2)
  • • Registro M300 – Ajustes na Parte A do Lalur
  • • Registro M350 – Ajustes na Parte B do Lalur
  • • Registro M010 – Criando Contas na Parte B
  • Bloco 41 – Preenchimento da ECF Check-up do IRPJ e CSLL
  • • Apurando o Check Up do IRPJ e CSLL (Bloco M e N)
  • • Apurando o Check Up dos Registros L100 (BP) e L300 (DRE)
  • • Conciliação da Apuração versus ECF
  • Bloco 42 – Preenchimento da ECF (Identificação e Remuneração dos Sócios, Titulares, Dirigentes e Conselheiros)
  • • Registro Y600 - Identificação e Remuneração de Sócios, Titulares, Dirigentes e Conselheiros
  • Bloco 43 - Preenchimento da ECF (Informações Gerais e Econômicas - Parte 1)
  • • Registro Y540 - Discriminação da Receita de Vendas dos Estabelecimentos por Atividade Econômica
  • • Registro Y570: Demonstrativo do Imposto de Renda e CSLL Retidos na Fonte
  • • Registro Y671: Outras informações (lucro real)
  • • Registro Y672: Outras informações (lucro presumido ou lucro arbitrado)
  • Bloco 44 – Preenchimento da ECF (Informações Gerais e Econômicas - Parte 2)
  • • Registro Y720: Informações de Períodos Anteriores
  • Bloco 45 – Demais Registros da ECF
  • • Bloco X – Informações Econômicas
  • • Bloco Y – Informações Gerais
  • Blocos Exercícios
  • • Aplicação prática.
Conteúdo
Informações gerais
Metodologia

O curso é composto por videoaulas, materiais didáticos e avaliação, se necessário.

Os conteúdos ficam disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, e cada curso poderá ser visualizado 2 x íntegra.

Nosso professor utiliza, além das ferramentas tecnológicas, recursos utilizados em sala de aula, como resolução de exercícios na lousa, simulação de situações práticas do dia a dia, discussão e estudo de casos. O objetivo é capacitar o aluno a aplicar todo o conhecimento adquirido durante o curso na prática.

A estrutura de nossos cursos é composta por:

• Videoaulas

• Material didático

• Certificado

• Avaliação (quando necessário) 

Certificado

Para obter o certificado é necessário que obtenha aproveitamento de, no mínimo, 75% na avaliação.

Professores

Valdir de Oliveira Amorim - Mestre em Contabilidade Avançada e Estratégica, Mestre em Administração de Empresas, Pós-Graduado com MBA em Controladoria, Auditoria e Finanças, Tributarista, Contabilista, Autor de Livros e Artigos Acadêmicos e Profissionais publicados em Revistas Especializadas, Jornais e outras mídias impressas,  Palestrante, Mediador e Conferencista, Professor Universitário e Coordenador de Cursos de Pós-Graduação, Consultor e Coordenador Técnico da IOB/AO3., e Especialista em Legislação Contábil, Tributária, Civil, Societária e Comercial.

Comece agora

Disponível nos Combos:

Como funciona a assinatura?

 Você tem a sua disposição mais de 200h de videoaulas, diversos cursos pontuados no CFC e + de 40 novos cursos por ano. Benefícios:Aprenda no seu tempo, a qualquer hora, em...Saiba Mais

55 Cursos

Efc%2bna%2bpr%c3%a1tica online%2b%2b%2bpontos